Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

Armando Oliveira Pimentel

Armando Oliveira Pimentel nasceu em Vagos a 17 de janeiro de 1930, mas desde os seus 20 anos, ano em que casou, reside em Ílhavo, Descende de uma família profundamente enraizada na Vista Alegre. Seus avós paterno e materno, assim como os seus pais trabalharam na Fábrica em diversos setores, desde a Preparação da Pasta até à Pintura. Foi seu pai, o primeiro pintor da família, que certamente influenciou a vocação do filho para abraçar a profissão que faria dele o último Mestre de pintura da Vista Alegre. Esta vocação revelou-se muito precocemente pois Armando Pimentel recorda-se, de ainda menino gostar de desenhar “as caras dos Reis de Portugal, mas só dos que tivessem barba e bigode…”

 

O seu pai tentou a sua entrada para o seminário a qual não se realizou por motivos financeiros. Abandonada a ideia do seminário, e porque era necessário ajudar os pais e os irmãos, começou a trabalhar num talho à espera de ter idade para poder ingressar na Vista Alegre.

 

Foi no dia 22 de março de 1942, com 12 anos de idade, que começou a aventura do futuro Mestre da Vista Alegre, ingressando na Aula de Desenho tendo como professor o Sr. João Cazaux. Cedo se revelaram os seus invulgares dotes artísticos, e passado um ano ingressou como aprendiz na oficina de Pintura onde foi acompanhado pelo Mestre Ângelo Chuva. Aos 18 anos foi oficialmente considerado "Aprendiz menor do 1º ano de pintor" e começou a trabalhar com o seu grande Mestre Palmiro Peixe. 

 

Foi meteórica a sua carreira como pintor da Vista Alegre. Contrariamente ao que era habitual começou a ter um vencimento de 5$00 por dia, logo que iniciou a aprendizagem de pintura e aos 14 anos recebeu, no Natal, a sua primeira gratificação, que naquela altura, só era concedida a 6 pintores! Em 1951, o reconhecimento das suas qualidades como pintor e como orientador de futuros pintores levou-o a ser escolhido para supervisor de todos os pintores que trabalhavam para um grande cliente americano.

 

Foi Armando Pimentel que iniciou, em 1970, a técnica da pintura sobre biscuit que tornou possível uma autêntica revolução artística da pintura, pelo realismo que tal técnica permitia dar às peças. De 1970 a 1999 todos os lançamentos de séries especiais ou limitadas da Vista Alegre lhe passaram, direta ou indiretamente pelas mãos e que todos lhe mereceram a mais dedicada atenção e o maior empenho na qualidade da sua execução.

 

Armando Pimentel esteve, ao serviço da Vista Alegre, na fábrica alemã Hutschenreuther, em 1969, participou num Congresso de Design na Suécia e na Finlândia, esteve presente nas Feiras de Versalhes, Frankfurt e Hannover, e fez demonstrações de pintura ao vivo em Londres, Dallas, Bóston, New York, Haway e Rio de Janeiro. Também em Portugal teve a oportunidade de revelar o seu talento como pintor na FIL, em Lisboa, em exposições realizadas na Póvoa de Varzim e Espinho e por ocasião da inauguração da nova Loja da V.A. no Chiado, em Lisboa.

 

Armando Pimentel pintou centenas de peças e todas constituem motivo de orgulho, sendo que algumas deixaram marcas na história. É o caso do serviço que o general Craveiro Lopes levou como presente à Rainha Isabel II, quando visitou a Grã-Bretanha em 1995. Bem como outro pedido executado a pedido da Câmara Municipal de Lisboa para servir no banquete oficial que o Sr. Presidente da Republica ofereceu à Rainha Isabel II.

 

Mestre Armando Pimentel foi um grande Embaixador da Vista Alegre que deixou, por onde passou, o rasto da sua inconfundível arte e da sua rara capacidade de criar beleza.


voltar à página anterior