Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

Américo Teles

Américo Simões Teles nasceu a 19 de setembro de 1893, sendo o 11º filho do casal Manuel Simões Teles e Maria Gonçalves de Jesus.

 

Frequentou a "Escola Secundária dos CTT", sendo colocado após o término do curso, nos CTT de Aveiro, onde conheceu aquela que viria a ser a sua companheira de vida. Mais tarde foi transferido para o Porto, onde desempenhou as funções de Chefe de Secretaria dos Correios. Foi, certamente, este afastamento da sua terra, assim como as saudades, que mais força lhe deram para a realização de um sonho seu: um museu regional de Ílhavo.

 

Este sonho nasceu-lhe após a "Exposição Temporária de Arte e Industrias Locais", realizada em Ílhavo, em 1932. Américo Teles considerava fundamental a criação de um museu como forma de preservar a cultura Ilhavense e também dar a conhecer a sua história. Convocou então uma reunião para constituir a Comissão organizadora do Museu de Ílhavo, reunião à qual comparecerem figuras como Dinis Gomes e Guilhermino Ramalheira, entre outros. Foi uma ideia bastante aplaudida, ainda que com bastante desconfiança e ceticismo por muitos dos presentes.

 

Contudo, Américo Teles não desanimou e lutou sozinho para a concretização dessa ideia. Com perseverança e bastante força de vontade, foi conseguido o apoio de pessoas amigas. Foi assim que viu o seu sonho " nascer", a 8 de agosto de 1937, na Rua de Serpa Pinto.

 

Sendo o grande responsável pelo presente na abertura do Museu, nunca mais deixou de pesquisar pelo país em busca de materiais para o Museu, assim como de obras para a biblioteca do mesmo. Foi com grande vontade que o fez, só parando aquando da sua morte, a 6 de julho de 1989. Contava então com 95 anos de idade, e é por todos recordado, não só pelo Museu, mas também pela sua pureza de caráter, vontade, humildade e paciência.

 

voltar à página anterior