Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

Professor João Marques Ramalheira (Guilhermino)

João Marques Ramalheira, mais conhecido por Professor Guilhermino, filho de Guilherme Marques e Josefa de Jesus, nasceu em Ílhavo a 22 de Outubro de 1898, falecendo a 9 de Maio de 1970, na sede do Illiabum Clube.
Frequentou o Liceu de Aveiro e foi diplomado pela Escola Normal da mesma cidade a 27 de Julho de 1916, com 18 valores, tendo sido ainda nesse ano nomeado Professor Interino para a escola de Aguim - Anadia. Em 23 de Novembro de 1917 foi nomeado professor efetivo da escola de Vale de Ílhavo, onde permaneceu até Setembro de 1930. De 1930 a 1940 lecionou na escola n.º 2, tendo passado nesse mesmo ano para a escola n.º 1 de Ílhavo, onde permaneceu até à sua aposentação em 1962, ano em que recebeu o Sr. Presidente da República a comenda da Ordem de Instrução Pública.
Além de professor na sua escola, ensinava Música e dedicava-se a tudo quanto em Ílhavo se fazia no campo das Letras e das Artes. Violinista de rara virtuosidade, escreveu letras e músicas para muitas "revistas" e "marchas" populares, tendo sido regente das "revistas" da época e da Filarmónica Ilhavense.
Como jornalista, colaborou nos jornais de Ílhavo "O Brado", "O Ilhavense", "Terra dos Ílhavos" e foi diretor do "Beira-Mar". Foi também correspondente de quase todos os jornais diários de Lisboa, porto e Coimbra.
Orador fluente, fez conferência subordinadas aos temas "O Arrais" e a "Canção do Mar", ambas publicadas.
Foi Presidente da Direção e da Assembleia Geral do Illiabum Clube, fez parte da Direção do Hospital de Ílhavo, do património dos Pobres e Presidente da Associação dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo, tendo o seu nome gravado numa placa nesta Associação Humanitária, bem como nome numa do Illiabum Clube e na própria toponímia Ilhavense, com a inserção de "Prof. João Marques Ramalheira".

 

voltar à página anterior