Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

José Mário São Marcos Catão

Nascido a 28 de outubro de 1957, no Lugar da Légua, Município de Ílhavo, frequentou a Escola Primária de Cimo de Vila.

 

Concluída a instrução primária, ingressou no Ciclo Preparatório e Curso Geral do Comércio, na então Escola Preparatória D. Manuel Trindade Salgueiro (Ílhavo).De 1974 a 1975 estudou na Escola Industrial e Comercial de Aveiro (EICA) onde tirou o Curso Complementar de Contabilidade e Administração.

 

Três anos depois assentou praça em Vendas Novas, onde fez a recruta no Curso Geral de Milicianos. Foi promovido a Aspirante e posteriormente a Alferes Miliciano, tendo cumprido o resto do Serviço Militar no antigo RALIS (Regimento de Artilharia de Lisboa).Em 1981 emigrou para os Estados Unidos da América, onde viveu apenas 4 meses, optando por regressar à Terra Natal para trabalhar como Empregado de Escritório numa empresa em Aveiro, onde permaneceu durante 25 anos.

 

Em 2001 deixou o emprego e estabeleceu-se por conta própria no ramo da Pintura da Construção Civil, arte que herdou do pai, José Catão, e que exerce atualmente como seu filho.

 

Com característico gosto pela Arte da Representação, José Mário Catão juntou um grupo de pessoas da Légua e organizou um espetáculo de revista, em 1981, que teve lugar num armazém local. Desde então, a necessidade de angariar fundos para a construção do Centro N.ª S.ª da Luz fez com que nunca mais deixasse de participar em eventos culturais e recreativos no Lugar da Légua. Resultado de um trabalho intenso e generoso de muitas pessoas, em especial de José Mário Catão, estreou no dia 8 de abril de 1990 a Peça Musical de Frei Hermano da Câmara "O Nazareno", obra muito requisitada, nomeadamente no período da Quaresma da Páscoa, contando já com imensas representações, dentro e fora do Município de Ílhavo.

 

José Mário Catão foi Sócio Fundador do GRAL - Grupo Recreativo Amigos da Légua (1993), uma Associação de caráter cultural, social e recreativo da qual assumiu a Direção em 2001. Encenador e ensaiador do Grupo de Teatro da Légua (GRAL), este ilhavense é também autor dos textos das peças que são representadas pelo Grupo no Festival de Teatro Municipal, nas Festas de Natal e na rubrica "Serões da Légua, Serões da Província", bem com da letra de 4 Marchas Populares da Légua, uma da Gafanha da Nazaré e outra da Costa Nova

 

O seu caráter dinâmico e interventivo contribuiu para que abraçasse outras áreas: foi Sócio Fundador da Associação de Pais da Escola Primária da Légua, é o regente do Grupo Coral Litúrgico e Tesoureiro da Comissão de Gestão da Capela e Centro N.ª S.ª da Luz.

 

José Mário Catão revela uma história de vida bem preenchida, destacando-se pela sua dedicação à promoção e preservação dos valores culturais do Município de Ílhavo.

 

voltar à página anterior